As Galvão, pioneiras do “feminejo”, ganham documentário sobre 70 anos de carreira

Publicado por Quiel em Entretenimento

irmãs galvao

Publicado em 18 de maio, 2017 | Nenhum Comentário

Irmãs abriram caminho para duplas sertanejas femininas

Pioneiras por cantar sertanejo nos anos 1940, Mary e Marilene abriram caminho para as duplas femininas no Brasil. Nesta quarta-feira (17/5), As Galvão ganham o documentário “Eu e Minha Irmã – A Trajetória das Irmãs Galvão”, com depoimentos de ícones da música como Daniel, Renato Teixeira, Chitãozinho e Xororó, entre outros.

O longa de 90 minutos conta a história das irmãs e o começo de carreira precoce da dupla nas rádio do interior de São Paulo. Mary e Marilene começaram a cantar em rádio aos 7 e 5 anos, respectivamente, e se consagraram no mercado musical como a mais longeva dupla de música brasileira.

70 anos de carreira

A trajetória das Galvão também foi explorada por Maikel Monteiro na biografia “Dossiê As Galvão: 70 anos de estrada”. A obra traz momentos marcantes das duas nas rádios, TVs, circos-teatro e em show por todo o país.

Maikel, que também se debruçou sobre a carreira dos cantores Tonico e Tinoco, conta que sempre teve interesse na música. “Desde os 14 anos eu coleciono materiais sobre estas duplas. Acho que é uma relação que vem de outras vidas”, afirmou o autor durante o lançamento da obra sobre as Galvão, no Dia das Mães (12/5).

O DVD “Soberanas” de Mary e Marilene Galvão é outra novidade das sertanejas que está pronta, mas sem data de lançamento. O material foi registrado há dois anos em São Carlos, interior de São Paulo, e até o momento não despertou o interesse de nenhuma gravadora.

Da Redação: Juliany Bernardo / editorial@radiotransamerica.com.br

 

Compartilhe

Sobre Quiel

FacebookVer outros posts de Quiel

Nenhum Comentário

No momento não há comentários para: As Galvão, pioneiras do “feminejo”, ganham documentário sobre 70 anos de carreira
Que tal ser o primeiro? Comente!

Deixe um comentário