Em quatro meses, Rondônia registra mais de 2 mil casos de malária; Porto Velho e Candeias lideram

Publicado por Quiel em Noticias Gerais

quais-doencas

Publicado em 20 de maio, 2019 | Nenhum Comentário

Rondônia registrou 2.167 casos de infecção de malária entre os meses de janeiro e abril deste ano, segundo o levantamento feito pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa). Porto Velho registrou o maior índice entre os municípios, com 890 casos. Em 2018, foram confirmados 7.685 casos da doença em todo o Estado.

O levantamento apontou ainda que os municípios com maior índice da malária no estado são Porto Velho com 890 casos, Candeias do Jamari com 472, Itapuã com 85, Guajará-Mirim com 42, Ariquemes com 94, Alto Paraíso com 41, Machadinho com 51 e Nova Mamoré com 26 casos confirmados.

A malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários, transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles. Apresenta cura se for tratada em tempo oportuno e adequadamente. No entanto, um tratamento tardio ou deficiente pode levar à morte.

Cuidados

Para evitar ser infectado pelo mosquito, alguns cuidados simples podem ajudar na prevenção. “Evitar ficar exposto ao amanhecer na área rural e urbana, sempre usar blusa de manga cumprida, repelente e mosquiteiro, principalmente nas localidades onde há um grande número de casos confirmados”, orientou o Valdir França.

 

AS INFORMACOES SÃO DO SITE RONDONIAGORA.COM

Compartilhe

Sobre Quiel

FacebookVer outros posts de Quiel

Nenhum Comentário

No momento não há comentários para: Em quatro meses, Rondônia registra mais de 2 mil casos de malária; Porto Velho e Candeias lideram
Que tal ser o primeiro? Comente!

Deixe um comentário