Bolsonaro define massacre em Suzano como “monstruosidade e covardia”. Pelo menos 20 pessoas ficaram feridas e 10 morreram

Publicado por Quiel em Noticias Gerais

jair-messias-bolsonaro-presidente

Publicado em 14 de março, 2019 | Nenhum Comentário

Tragédia na escola professor Raul Brasil, em Suzano, interior de São Paulo, que deixou 10 mortos, entre eles, cinco alunos, foi definida pelo presidente Bolsonaro como monstruosidade e covardia.

Por volta das 9 e meia da manhã de quarta-feira, dois atiradores ensandecidos, ex-alunos do colégio, abriram fogo, primeiro contra a coordenadora, e depois, em diversas áreas.

Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25, estavam armados com revólver, coquetéis molotov, um machado e outras armas, inclusive arco e flecha, que não foi utilizada.

Segundo informações preliminares, Guilherme entrou na escola sob alegação de renovar a matrícula e voltar a frequentar as aulas, que abandonou no ano passado.

O primeiro disparo matou a coordenadora Marilena Ferreira Umeso. Também atiraram e mataram uma agende de organização escolar.

Antes de invadir o colégio, mataram o dono de uma locadora de veículos, tio de um dos atiradores.

Pelo menos 20 pessoas ficaram feridas durante os disparos. A polícia acredita que um dos atiradores matou o comparsa, e, depois, se matou.

Em entrevista exclusiva ao Brasil Urgente, da Bandeirantes, a mãe de Guilherme, Tatiana Taucci afirmou que Guilherme era um bom filho e não sabe os motivos dos crimes cometidos. Mencionou que ele sofria bullying, por isso parou de estudar.

Por volta das 4 da tarde de ontem, o presidente Bolsonaro prestou condolências às famílias das vítimas, pelo Twitter. Às 3 e meia, uma nota oficial da Secretaria de Comunicação da Presidência manifestou pesar pela tragédia, chamada de ação desumana.

O governo federal se colocou à disposição das autoridades de São Paulo para ajudar na apuração do caso.

As informações são do site Radio2

Compartilhe

Sobre Quiel

FacebookVer outros posts de Quiel

Nenhum Comentário

No momento não há comentários para: Bolsonaro define massacre em Suzano como “monstruosidade e covardia”. Pelo menos 20 pessoas ficaram feridas e 10 morreram
Que tal ser o primeiro? Comente!

Deixe um comentário