Óleo derramado em praias do Nordeste pode ter sido ação criminosa, suspeita Bolsonaro

Publicado por Quiel em TRANSNOTICIAS

Brazil's President-elect Jair Bolsonaro arrives to a meeting in Brasilia

Publicado em 09 de outubro, 2019 | Nenhum Comentário

Presidente Bolsonaro declarou, na terça-feira, que não descarta a hipótese de ter sido ação criminosa o derramamento de óleo em praias do Nordeste.

Ele salientou, no entanto, que é necessário esperar o resultado das investigações, ainda não concluídas.

Bolsonaro evitou comentar envolvimento de outros países, mas considera que o volume de óleo não é constante, o que dá a impressão de que tenha sido despejado no mar.

Uma das dificuldades para identificar as causas do acidente é a densidade do poluente – como um piche – mais pesado que a água salgada – que fica submerso.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que o fluxo de óleo está em movimento constante, levado do mar para a costa, o que dificulta o recolhimento.

Segundo Salles, já foram retiradas mais de 100 toneladas de borra de petróleo das prais do Nordeste. A maior parte – 58 toneladas – concentrada no Estado de Sergipe.

Desde o começo de setembro, foram identificadas manchas de óleo em 132 pontos do litoral nordestino em 61 cidades de nove estados.

 

As informações são do site Radio2

Compartilhe

Sobre Quiel

FacebookVer outros posts de Quiel

Nenhum Comentário

No momento não há comentários para: Óleo derramado em praias do Nordeste pode ter sido ação criminosa, suspeita Bolsonaro
Que tal ser o primeiro? Comente!

Deixe um comentário